Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Tornar

verbalizado por Fábio, em 23.04.07

 

Há verbo mais bonito que Tornar? Há. Por acaso há. Mas hoje apetece-me escrever sobre este. Porquê? Vamos por exclusão de partes: não é por ser dia mundial do livro; não é por hoje ter ouvido alguém dizer "tábua de lavar a ferro"; não é por ter visitado a Futurália no sábado e não ter gostado. O que é que sobra? Não faço ideia, mas isto foi muito giro.

 

Pessoas. Sobram pessoas. Pessoas que se tornam naquilo que menos esperamos. Rameiras. Meretrizes. Pêgas. Levianas. Cuarras. Muuuuuuu, E deve haver mais... Enfim... como eu tenho dito nos últimos tempos as pessoas mudam. Umas para pior outras para melhor e não há nada a fazer.

 

Tornar deriva do latim tornare, (trabalhar no torno) é um verbo intransitivo, transitivo e reflexo, que, segundo o dicionário significa: voltar,regressar, volver ao ponto de partida, replicar, responder (intransitivo); dar tornas, restituir, reconsiderar (transitivo); transformar-se, mudar de intento (reflexo).

Tornam-se pessoas diferentes e desiludem-nos. Mudam e deixam-nos tristes (ver os posts anteriores).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

verbalizado às 20:00

Desiludir

verbalizado por Fábio, em 15.04.07

Como é que alguém nos pode desiludir tanto? Alguém que muda muito repentinemente. Alguém que já não é quem era. Alguém que fez uma coisa que disse que nunca faria. Alguém que faz uma coisa que é dos mais baixo que pode haver. Alguém que não tem vergonmha na cara. Alguém por quem eu estou obcecado. Alguém por quem eu faço tudo. Alguém que não me merece.

 

Nuca me passou pela cabeça que alguém como ela pudesse fazer isto. Nunca. Ela própria disse que não o faria. Mas fez. Fez e está feito. Desiludiu-me. Muito.

 

Mas quem sou eu para fazer juízos de valor? Amigo dela? Não sei se chega. Acho que cada um de nós tem de ter a perfeita noção daquilo que faz, embora em certos ambientes não tenhamos tanto essa noção. Mesmo assim. Desiludiu-me. Mas ela é que sabe. A vida não é minha.

 

Desiludir é um verbo transitivo: tirar a ilusão a; desenganar; e reflexo. desenganar-se; perder a ilusão.

Significa deixar-nos mal. Muito mal.

Já estou habituado a desilusões mas mais da tua parte não se faz favor.

Autoria e outros dados (tags, etc)

verbalizado às 17:42

Entristecer

verbalizado por Fábio, em 11.04.07

Estou triste. Não sei bem porquê. Apetece-me gritar. Gritar qualquer coisa que seja capaz de tirar esta angústia cá de dentro.  Há tanta coisa que tem a capacidade de bos entristecer... E essas coisas acontecem-me a mim. Ou pelo menos muitas delas!

 

Porquê? Porque é que a vida é assim? Estou farto de chorar por quem não merece, por quem me faz mal, por quem não me dá atenção, por quem não tem consideração por mim, por quem me despreza, por quem me deixa assim. Isto inclui familia e amigos. Porque é que a vida é injusta? Estou a sofrer bolas! A vida prega-nos tantas partidas... Porque é que tem de ser assim?

 

Esta é uma maneira de desabafar, uma das poucas disponiveis neste momento aqui na Escola.

 

A quem visita o meu blog, mesmo não comentando, prometo posts mais felizes. Não tenho tido tempo para postar alguns que queria como o Reencontrar.

 

Entristecer é um verbo transitivo e intransitivo e significa tornar ou tornar-se triste; afligir; angustiar;

Sentido figurado: estiolar-se.

Não sei como é que tive paciência para esta parte  mas pronto....

Ainda bem que o dia não é feito só de momentos maus... houve um bom... a Luz d'Água uma performance do Teatro Reticências.

Por agora aqui fica a letra duma música que me apeteceu colar aqui. A versão portuguesa de Bad Day (Daniel Powter):

Onde está o momento quando precisas mais dele?
Pisas as folhas e a magia perdeu-se
Os teus céus azuis agora são cinzentos
As tuas paixões já se acabaram
E eu não preciso que isto continue

Ficas na fila para atingir um novo mínimo
Finges um sorriso com o café para levar
Dizes que a tua vida passou das marcas
Que te desfazes em pedaços todo o tempo
Eu não preciso que isto continue

Porque tiveste um dia mau
Aguentas mais um
Canta uma balada para dá a volta por cima
Dizes que não sabes
Para eu não mentir
Inventas um sorriso e vais dar uma volta
Tiveste um dia mau
A camara não mente
Estás mesmo em baixo mas já não te importas
Tiveste um dia mau
Tiveste um dia mau

Bom, precisas de umas férias de céu azul
A questão é que se riem do que tu dizes
E eu não preciso de continuar

Tiveste um dia mau
Aguentas mais um
Canta uma balada , dá a volta por cima
Dizes que não sabes
Para eu não mentir
Inventas um sorriso e vais dar uma volta
Tiveste um dia mau
A camara não mente
Estás mesmo em baixo...tu já não te importas
Tiveste um dia mau

(Oh.. Férias..)

Às vezes o sistema começa a falhar
E tudo sai mal
Podes não conseguir voltar e tu sabes
Que podia ser assim tão forte
E eu não estou errado

Onde está a paixão quando precisas mais dela
Oh...tu e eu
Pisas as folhas, a magia perdeu-se

Porque tiveste um dia mau
Aguentas mais um
Cantas uma balada dá a volta por cima
Dizes que não sabes
Para eu não mentir
Inventas um sorriso e vais dar uma volta
Tiveste um dia mau
Vês algo que gostas
E como é que te sentes, uma e outra vez
Tiveste um dia mau
Tiveste um tão dia mau

Apesar de não estar a ouvir esta... Não sei, apeteceu-me.

Melhores dias hão-de vir.

Autoria e outros dados (tags, etc)

verbalizado às 17:45




Anúncios


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Abril 2007

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930



Verbos mais conjugados





visitar


Mais sobre mim

foto do autor