Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Admitir

verbalizado por Fábio, em 29.11.07

Bom... antes que o mundo acabe (sim, diz que vai acabar em Maio) e eu não tenha tempo para dizer isto, cá vai. Acho que estou a ser cinico. Admito-o sim. Estou a ser amigo "a fingir" ou qualquer coisa do género. É parvo, eu sei, mas metade do mundo vive assim, não é? Pewlo menos boa parte das pessoas que eu conheço...

 

Todos falhamos, todos temos as nossas obssessões, os nossos medos, as nossas angústias. Não gostamos de ter ninguém a controlar-nos, certo? Mas parece que eu gosto disso... Vou ter com os problemas, com as pessoas que me dizem coisas que eu não gosto. Masoquismo, como diz o Marco.

 

Admito que estou a  ser cinico, porque não quero ver aqueles com quem já tive ou tenho laços a sofrer.

 

Há mais gente que o devia admitir.

 

Admitir é um verbo transitivo que significa aceitar, receber; dar entrada a; permitir; aprovar; tolerar; consentir; concordar.

Até já.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

verbalizado às 22:37

Explicar

verbalizado por Fábio, em 28.11.07

Ok... Não pensei que fosse tão rápido. Fez-se luz. Já entendo mais um bocadinho do cerebro feminino, porque uma amiga me explicou o seu funcionamento.

 

Tenho d admitir que elas têm um sentido para estes nossos problemas.

 

Isto pôs-me um bocadinho mais alegre, mas não o suficiente....

 

Obrigado Pipinha! O meu ex-Torrãozinho de Açúcar!

Autoria e outros dados (tags, etc)

verbalizado às 19:49

Perceber

verbalizado por Fábio, em 28.11.07

Bom, para quem acha que os meus são ridiculos se calhar cá está mais um, mas tenho de desabafar de alguma forma, já que não o posso fazer com a pessoa que me costuma ouvir pois a razão de ser deste post é essa pessoa.

 

Se calhar sou eu que levo as coisas demasiado a peito, se calhar nem tenho razões ou motivos para ficar assim, mas infelizmente dou demasida importância aos amigos e às suas atitudes.

 

Não percebo. Se calhar a minha definição de amigo está desactualizada. Eu pensei qeu os amigos confiavam uns nos outros e aquela coisa do "Confianças?" não era necessária. Talvez esteja enganado.

 

Não é a primeira vez que me chateio contigo ou vice-versa, mas por uma coisa que eu não entende, é. Somos amigos, é a brincar. é tudo a brincar

 

Não percebemos, mas lá vamos nós a correr, porque lá está a definição de amigo. O amigo que às vezes tem de mandar pastar aqueles que falam mal de ti (sim isso já aconteceu, embora não saibas), o amgo que ajuda, o amigo que briinca, o amigo que ouve, o amigo chato, o amigo idiota, o amigo parvo e estupido, o amigo que corre, corre e no fim fica sem entender nada e que é simplesmente ignorado.

 

Não percebo as mulheres. Mesmo. Como é que as atitudes das pessoas nos podem estragar o dia assim?

 

Quem leu o último post que eu fiz está a pensar "Então, mas não era suposto estares melhor?" e eu respondo: Era mas há amigos que nos deixam tristes,e quando desaparece um problema, vem logo outro para ocupar o seu lugar.

 

"Isso com o temmpo passa" Passa os tomates é que passa. Nunca passou.

 

Enfim... fico-me por aqui, porque os posts de cabeça quente nunca deram bom resultado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

verbalizado às 17:55

Resolver

verbalizado por Fábio, em 26.11.07

Também podia ser qualquer coisa relacionada com a minha disciplina menos favorita, mas não. Para quem dizia que os meus posts são todos tristes, que os meus verbos são suicidas e tão obsessivos que chegam a provocar o escárnio... cá vai uma boa noticia: um dos problemas que me atormentava há muito tempo resolveu-se e fiquei um bocadinho mais contente... mas não exageremos, não é verdade?

 

As coisas na minha humilde casinha parecem, agora, estar normalizadas... A ver vamos.

 

Resolver deriva do latim resolvere e para isto ficar mais arrumadinho, os significados vou colocá-los de maneira diferente da habitual:

verbo transitivo.,
separar os elementos constitutivos;
dissolver;
explicar;
achar a solução de;
decidir;
determinar;
deliberar;
verbo intransitivo.,
desembaraçar-se;
desfazer-se insensivelmente;
verbo reflexo.,
decidir-se;
dispor-se;
transformar-se;
cifrar-se;
consistir;

 

E pronto.

 

Até já.

Autoria e outros dados (tags, etc)

verbalizado às 16:32

Fugir

verbalizado por Fábio, em 22.11.07

Quando tiver 18 anos fujo! Desapareço! Fodasse! Parece que tiram os dias para me chatiar! Já sei que não vou ser feliz, mas não mo precisam de dizer indirectamente, sim? Tenho de ouvir da boca de gente idiota que me faz mal, a mim e aqueles de quem gosto, o que devo ou não fazer e isto e aquilo. Ainda têm a puta da lata de me repreender! Azucrinam-me a cabeça.

 

Vou fugir, mas "ai de mim" e não sei quê... Epá, plo amor da santa.

 

Quero ser livre! Deixem-me viver em paz!

 

Porque é que continuo a mentir a mim próprio e aos outros?

 

Alguém me ajuda?

 

Parece a atitude de um adolescente desesperado... e é. Os amigos estão longe e desiludem-nos, os pais prendem-nos e andam às tirras à 6 anos, a pessoa especial... é... especial... mas pronto....

 

Porque é que a minha pessoa especial é sempre a mesma e há quem ande a saltar de poleiro em poleiro?

 

Enerva-me.

 

Que nojo! Quero fugir do País! Do mundo! Disto tudo!

 

Faço do blog "a pessoa que nunca tive". Faço.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

verbalizado às 22:06

Aluar

verbalizado por Fábio, em 20.11.07

Por incrivel que pareça os nossos Tapafuros já têm 17 aninhos e lançam-se em mais uma aventura teatral: Estórias Aluadas.

 

 

A Lua conta estórias. Sempre contou! Em noites de calor, quando dançam os pirilampos… Ou naquelas noites de cheiro a chuva, quando os gatos estão enroscados junto ao fogo de uma lareira…

 

 

a CulturSintra apresenta,

 

 

pelo Teatro TapaFuros

 

a partir dos textos de José António Guille, George Till, Luísa Barreto, Maria Almira Medina, Rui Mário

 

encenação: Rui Mário

música original: Pedro Hilário

 

 

interpretação: José Redondo,

Rute Lizardo, Samuel Saraiva

 

Oficina das ArtesQuinta da Regaleira - Sintra

 

de 24 de Novembro a 27 de Abril

sáb: 16h | dom: 11h30

 

dias úteis disponível para escolas e grupos organizados

espectáculo aconselhado para maiores de 6 anos

 

 

A Lua  gosta de segredar essas estórias, gosta de nos fazer sonhar, viajar por mundos nunca vistos. Se escutarmos com atenção, ouvimos uma canção que embala, que nos faz voar e rir! E viajamos para uma feira cheia de algodão doce e porquinhos de barro… Escutamos fadas a tilintar, escondidas em grutas que brilham! Descobrimos que as árvores falam e têm lições para nos ensinar… Dançamos com Columbina e comemos pão com Lua. Caminhamos pelas florestas e conversamos com as formigas, muito amigas…

 

Duração: 60 m (aproximadamente)

espectáculo aconselhado para maiores de 6 anos

 

Reservas: 219 106 650, 707 234 234

 

Bilhetes à venda: Quinta da Regaleira, Fnac, Bliss, Livrarias Bulhosa, Lojas Abreu

www.ticketline.pt, www.plateia.iol.pt

 

www.tapafuros.com

tapafuros.blogspot.com

 

 

Sobre o verbo Aluar o dicionário so nos diz que é um verbo transitivo quando significa fazer aluamento em; e reflexo quando significa estar aluado ou com o cio.

 

E eu tudo bem...

 

 

Parabéns Tapafuros!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

verbalizado às 21:27

Distanciar

verbalizado por Fábio, em 17.11.07

Sinto-te distante. Sim, a ti. A minha amiga de sempre. Sinto que a nossa amizade já nao é o que era. Não percebo porquê e isso deixa-me triste. Quando estamos juntos já não falamos de tudo e de nada. Tens mais a quem contar. Já não confias em mim e eu percebo porquê. Compreendo. Traí-te há uns tempos. Quebrei a nossa amizade. Agora estamos nisto. Umas vezs bem, outras vezes mal. Estás fria comigo. Estamos longe. Não olhas para mim da mesma maneira.

 

Ali, sentado no palco, naquela tarde fria e triste, envolto no silêncio, pensei nisto. Pensei, escrevi até chegar alguém que me ouviu e depois me animou um bocadinho.

 

Este blog é o meu lado trsite, as minhas angústias. Como se diz por aí "as pessoas que são extrovertidas e alegres e que gostam de divertir os outros são as que menos felizes são. São as que têm mais problemas, as que mais sofrem..." E o 'Verbos' é o meu lado trsite, as minhas lamúrias e lamentações escrev-as aqui. Talvez por não ter coragem de mostrar às pessoas este meu lado. Talvez por não as querer confrontar com coisas que lhes devia dizer, mas não digo. Apenas escrevo. Aqui. Por isso não te consigo dizer isto pessoalmente.

 

Distanciar  é um verbo transitivo e intransitivo que significa: Transitivo: pôr à distância; afastar; Intransitivo:  afastar-se; atrasar-se.

Gostava que voltasses, amiga. Que voltássemos a ter as nossas conversas, os nossos momentos parvos. As brincadeiras, os almoços, os passeios. Essas coisas....

Alegraste-me tantas vezes, animaste-me, estiveste do meu lado, consolaste-me, brincas-te comigo, ouviste-me, preocupaste-te, mandaste-me uma simples mensagem a perguntar como estava, num dia mesmo mau e isso fez-me sentir melhor. Senti qualquer coisa de inexplicável... Agora parece que tudo se desvaneceu em... fumo.

Porquê? Porque é que tudo ficou diferente? Porque é que eu sinto que perco os meus amigos todos?

Se calhar dou demasiado valor aos amigos e o problema é meu... Talvez eles pensem duma maneira diferente da minha. Talvez o conceito de "amigo" seja diferente de pessoa para pessoa.

Talvez um dia...

F.

Autoria e outros dados (tags, etc)

verbalizado às 03:00

Destacar

verbalizado por Fábio, em 10.11.07

Obrigado ao SAPO pelo destaque na página principal! Nunca vi coisa melhor que o SAPO! São os maiores...! Vá, agora a t-shitzinha pra cá que isto de elogiar não é de borla... Agora a ´serio: acho que o SAPO é o melhor portal português, e está sempre à frente na inovação como se pode ver aqui pelo serviço de blogs (pode ser aquela vermelha com o sapo a piscar o olho, tamanho M). É claro que pode sempre melhorar! Bora!

 

Destacar, que deriva do francês détacher, é um verbo intransitivo e reflexo que significa: transitivo: salientar; pôr em relevo, em evidência; reflexo: salientar-se, distinguir-se.

Obrigado SAPO. Continuem!

 

PS: Então e a t-shirt?

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

verbalizado às 10:02

Abraçar

verbalizado por Fábio, em 07.11.07

ABRAÇOS GRÁTIS! Portanto... deem-mos! ABRACEM-ME!

 

Hoje senti como é bom, depois de um dia frustrante, receber um abraço a sério, daqueles sentidos. Daqueles que nós não pedimos, nem tentamos dar. Apenas damos.

 

Podia escolher o verbo Frustrar, poruqe o dia hoje correu especialmente... vá lá... mal. Primeiro paguei uma bajolada de dinheiro para ir até Mafra, ao Memorial do Convento, para depois ficar a porta, porque cheguei 5 minutos atrasado.

Depois os nossos melhores amigos têm saidas e atitudes estranhas e edeixam-nos trsites... O que é que se há-de fazer? Mulheres. Mas pornto, eu vivo muito para os meus amigos, porque os(as) adoro e tenham eles as atitudes que tiverem (mesmo que a atitude seja duvidar da nossa amizade...) eu vou continuar a gostar deles. (Neste caso delas).

 

Enfim.

 

Gosto de abraçar os emus amigos. Gosto que me abracem quando preciso. Gosto que sintam quando preciso dum abraço. Ás vezes parece que alguns têm medo de me abraçar... Vá-se lá saber porquê.

 

Pegando noutro significado, eu é que devia pensar em não abraçar tantos projectos. Fico sem tempo para fazer o que realmente tenho que fazer.

 

Abraçar é um verbo transitivo que significa  cingir com os braços; dar abraços; circundar; cercar; abranger; conter; compreender; aceitar; admitir; adoptar; consagrar-se.

Quem eu quero que me abrace não o faz...

 

Enfim...

ABRAÇAI-ME, mas façai de conta que não pedi!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

verbalizado às 23:59

Sentir

verbalizado por Fábio, em 04.11.07

Sinto-me mal. Preciso dum abraço. Auqle que poucas pessoas sabem dar. Um que aconchegue. Que console.

 

A música que traduz o que eu sinto, é esta:

 

 

Não sei bem porquê. Mas acho que é um acumular de situações. Sinto, às vezes, que os "supostos" amigos gozam comigo e não me dão o apoio que eu preciso. Sinto-me de parte. Sinto-me infeliz. Nada corre bem. Na rua. Em casa. Na escola. Em todo o lado. Ando a procura daquilo que nunca tive: mimos e momentos felizes.

 

Se calhar não mostro o que sinto e por isso não tenho o apoio dos amigos. Mas às vezes temos momentos destes. Fraquezas. Sentimos que há pessoas que deixaram de confiar em nós. Pessoas de quem gostamos. AMigos. Familia. Seja o que for. Pessoas importantes. Atitudes, no minimo. estranhas que me deixam assim.

 

Porque é que as coisas não são como nós queremos. Porque é que os problemas caiem todos em cima de mim ao mesmo tempo. Porque é que eu não consigo gerir o meu tempo e os meus sentimentos e essas coisas todas?

 

Apetece-.me ir para a janela gritar "Abracem-me" Se bem que jão fosse a mesma coisa. Os "amigos" deviam sentir quando precisamos de um abraço. Eu sinto quando eles precisam (embora alguns sejam capazes de recusar...mas precisam).

 

Sinto-me mal. As pessoas mudaram. As atitudes mudaram. Os estilos mudaram. Mudou tudo. Sinto-me como se estivesse num mundo desconhecido, onde toda a gente é... parva. Às vezes sinto que sinto o que as pessoas que se matam sentem (passo a redundância). O desespero. A angústia de não consegurem viver num mundo que para elas já não faz sentido. Acho que ainda não chego a esse ponto.

 

Sinto-me triste.

Sinto-me desanimado e desiludido.

Sinto-me fraco.

Sinto-me incompreendido.

Sinto-me gozado, usado e humilhado.

Sinto que faço mal a mim próprio.

Sinto que sou demasiadamente disponivel.

Sinto que os outros nãos entem por mim o mesmo que sinto por eles.

Sinto-me carente.

Sinto-me mal.

Sinto-me um idiota!

 

Sinto as lágrimas a correrem-me pelo rosto juntamente com aquela água qquente que sai do chuveiro, pois é o único sitio onde se pode chorar a vontade aqui em casa. A banheira.

 

Sinceramente, não tenho paciência nenhuma para ir ver ao dicionário o que raio significa o verbo Sentir. Mas quem é que precisa de mais explicações?

 

Sinto que um amigo verdadeiro não precisa de ler isto tudo tim-tim por tim-tim para saber o que estou a sentir.

 

Senti-me melhor, num dia em que estava mal, quando uma amiga me mandou a simples mensagem "Como estás? Beijinho*"

 

Fui.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

verbalizado às 20:48



Pág. 1/2



Anúncios


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Novembro 2007

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930



Verbos mais conjugados





visitar


Mais sobre mim

foto do autor