Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Desistir

verbalizado por Fábio, em 20.06.10

A vida é bonita não é? É, mas só quando estou a dormir, porque quando acordo é uma coisa muito feia.

 

Começo a desistir. O meu corpo e a minha mente não me deixam continuar. Sinto-o. Ou enlouqueço ou fico maluco. Fiquei doente. Tenho as defesas em baixo. Estou a desistir aos poucos. E nem é tanto o trabalho, também é, mas são, sobretudo, as pessoas. As pessoas que pensam que o meu mundo gira à voilta delas, que pensam que fico mais feliz por saber a vida delas, as pessoas que falam mal umas das outras nas costas, as pessoas falsas, as pessoas que me irritam e enervam.

 

O meu dia não é mais feliz por saber que alguém foi aqui ou ali. Garanto-vos. Isto é uma coisa, outra é preocupar-me com as pessoas. Hoje acho que percebi um bocado a minha mãe, quando ela está assim "chatiadinha" comigo. Quando falamos com as mães dos amigos, percebemos coisas, porque as nosas não falam disso connosco. Perceberam? Não. Óptimo.. Apesar de diferente (e a ainda bem) mantemos uma relação. Preocupo-me contigo como me preocupo com qualquer outro amigo meu e espero que estejas bem e que não te tenha acontecido nada de grave. Fiquei um bocado em alerta hoje. Havemos de falar quando houver oportunidade. O que tu, eu e todos nós menos precisamos é de pessoas a chatear-nos a cabeça e a perguntar insutentemente coisas.

 

Estranho este mundo.

 

Mas concluindo isto: estou cansado, irritadiço, constipado e dei um jeito ao pescoço. Estou à espera que chegue a senhora da batina cinzenta e da foice para me levar a dar uma voltinha.

 

Ou enlouqueço ou fico maluco.

 

Adeus...

Autoria e outros dados (tags, etc)

verbalizado às 23:02

Enfrentar

verbalizado por Fábio, em 10.06.10

Ora se eu já tive as conversas mais dificies do mundo (do meu mundo), se já desiludi pessoas e me desiludi com elas, se enfrentei tempestades, obstáculos e coisas que tais... não acham que mais alguém devia fazer o mesmo? Não sei, sei lá, tipo aquelas pessoas que falam mal das outras nas costas, digo eu. Porque é que não se chegam à frente, filhos, e dizem o que têm a dizer na cara das pessoas? Em principio elas não vos batem, a menos que uma dessas pessoas seja eu.

 

Eu já disse aqui trezentas e noventa e duas vezes que não gosto de pessoas falsas. Irritam-me profundamente. Pessoas que na frente são uma coisa e nas costas são outra. Não gosto. Quanto a mim, sei lá, morriam. Falsas, quanto muito, só notas que pelo menos ainda servem para a gente se divertir um bocadinho.

 

O que é que estas pessoas trazem ao mundo... hum... deixa cá ver... isso, pois.

 

O mais engraçado é que se dizem "nossos amigos"!? Ai sim? Quem diria! A porta do meu quarto, essa sim, é minha amiga. Se eu bater lá com a cabeça ela faz um barulho, sempre o mesmo, se eu bater lá com a mão ela faz outro, sempre o mesmo. A porta do meu quarto não vai contar à minha mãe que eu bati lá com a cabeça ou com a mão. Não há relatos disso. Até porque se houvesse, a pessoa que o relatou deveria procurar ajuda rapidamente, visto que as portas não falam. Resumindo: A porta do meu quarto é fixe

 

Trocava bem estes seres presentes na minha vida por uma taça de morangos com chocolate por cima, e vocês? Só porque me irritam. Os seres, não os morangos. Quer dizer, esses também, mas os da TVI só.

 

Até já.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

verbalizado às 23:07

Exprimir

verbalizado por Fábio, em 07.06.10

Há coisas que, pelo grau de dificuldade que empreendem, nos são complexas de enfrentar, controlar e explicar. Para mim são. Sem o pragmatismo que nem todos temos e se calhar devíamos ter. Sem o pragmatismo de quem admiramos.

 

A expressão é vazia de sentido. A nossa expressão. Porque sim. E é complicado.

 

Apetece-me dizer muita coisa. Não quero. Digo só: Bleck

 

Adeeeeuuuusssssss

Autoria e outros dados (tags, etc)

verbalizado às 01:09




Anúncios


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Junho 2010

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930



Verbos mais conjugados





visitar


Mais sobre mim

foto do autor