Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Inexistir

verbalizado por Fábio, em 25.01.09

Assim. Inexistência. Seja lá o que isso fôr. Apetece-me inexistir as vezes. Um misto de sensações, um rodopio de sentimentos. Um vazio. Cá dentro. Uma sensação estranha de não saber. De não saber o que é. Um medo. Estranho. Sempre a mesma companhia no regresso a casa: a chuva. Desta vez mais forte, violenta e intensa. Ajuda sempre a encher este vazio, mais que não seja, com água. Corrri a chuva. Por momentos fui feliz. Senti-me bem. Depois voltou tudo ao normal. O mesmo vazio. A mesma saudade. O mesmo medo. A mesma sensação.

 

Melhores dias hão-de vir.

Autoria e outros dados (tags, etc)

verbalizado às 06:04





Anúncios


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Janeiro 2009

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031



Verbos mais conjugados





visitar


Mais sobre mim

foto do autor