Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Desistir

verbalizado por Fábio, em 20.06.10

A vida é bonita não é? É, mas só quando estou a dormir, porque quando acordo é uma coisa muito feia.

 

Começo a desistir. O meu corpo e a minha mente não me deixam continuar. Sinto-o. Ou enlouqueço ou fico maluco. Fiquei doente. Tenho as defesas em baixo. Estou a desistir aos poucos. E nem é tanto o trabalho, também é, mas são, sobretudo, as pessoas. As pessoas que pensam que o meu mundo gira à voilta delas, que pensam que fico mais feliz por saber a vida delas, as pessoas que falam mal umas das outras nas costas, as pessoas falsas, as pessoas que me irritam e enervam.

 

O meu dia não é mais feliz por saber que alguém foi aqui ou ali. Garanto-vos. Isto é uma coisa, outra é preocupar-me com as pessoas. Hoje acho que percebi um bocado a minha mãe, quando ela está assim "chatiadinha" comigo. Quando falamos com as mães dos amigos, percebemos coisas, porque as nosas não falam disso connosco. Perceberam? Não. Óptimo.. Apesar de diferente (e a ainda bem) mantemos uma relação. Preocupo-me contigo como me preocupo com qualquer outro amigo meu e espero que estejas bem e que não te tenha acontecido nada de grave. Fiquei um bocado em alerta hoje. Havemos de falar quando houver oportunidade. O que tu, eu e todos nós menos precisamos é de pessoas a chatear-nos a cabeça e a perguntar insutentemente coisas.

 

Estranho este mundo.

 

Mas concluindo isto: estou cansado, irritadiço, constipado e dei um jeito ao pescoço. Estou à espera que chegue a senhora da batina cinzenta e da foice para me levar a dar uma voltinha.

 

Ou enlouqueço ou fico maluco.

 

Adeus...

Autoria e outros dados (tags, etc)

verbalizado às 23:02





Anúncios


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Junho 2010

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930



Verbos mais conjugados





visitar


Mais sobre mim

foto do autor