Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Engordar

verbalizado por Fábio, em 15.09.14

Já não tenho histórias para contar. Parece que engordei. Mas só (ahahah) no cérebro. Que estranha inércia! Já não tenho anedotas, as piadas ficaram reduzidas, as gargalhadas passaram a ser um sorrisinho. Parece que tenho perguiça de tudo. O meu cérebro engordou. Sinto-me cansado. Estou a borrifar-me para tudo. Digo que sim quando posso. Digo que não quando não posso. Quando não me apetece. Que é tipo...quase sempre. Agarro-me ao telefone, ou ao tablet e fico ali a fazer scroll no Facebook ou no Twitter...ou a atirar pássaros contra porcos. A parte enérgica do meu cérebro tirou umas férias. Parece-me. Não resulta Coca-Cola, não resulta Redbull...nada. Estou a emburrecer.

Aprendi com o Sumol que um dia vamos ficar todos mais tristes, vamos crescendo, ficando mais velhos...dizem os senhores para quando esse dia chegar eu não lhe falar, mas eu acho que o gajo chegou e eu nem dei conta. Às vezes olho -me ao espelho e penso "Então mas tás parvo?" e chego à conclusão que sim. Depois vou-me sentar, apático, a olhar para o vazio ou a matar porcos com pássaros no meu telefone.

E a minha vida vai sendo isto. Tenho de encontrar um ginásio para o meu cérebro, para lhe devolver aquele corpanzil de antigamente.

Boa noite.

Autoria e outros dados (tags, etc)

verbalizado às 01:41





Anúncios


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Setembro 2014

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930



Verbos mais conjugados





visitar


Mais sobre mim

foto do autor