Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Adiar

verbalizado por Fábio, em 04.12.07
Não posso adiar o amor para outro século
não posso
ainda que o grito sufoque na garganta
ainda que o ódio estale e crepite e arda
sob as montanhas cinzentas
e montanhas cinzentas

Não posso adiar este braço
que é uma arma de dois gumes amor e ódio

Não posso adiar
ainda que a noite pese séculos sobre as costas
e a aurora indecisa demore
não posso adiar para outro século a minha vida
nem o meu amor
nem o meu grito de libertação

Não posso adiar o coração.


António Ramos Rosa

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

verbalizado às 16:50




2 conjugações

De Cathe a 10.12.2007 às 09:37

lindo lindo o poema.

De Alguém que, simpaticamente, não se quis identificar a 16.12.2007 às 20:59

...

conjugar (comentar) verbo



Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Dezembro 2007

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031



Verbos mais conjugados




Mais sobre mim

foto do autor