Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Preocupar

verbalizado por Fábio, em 25.01.09

Não sou pai de ninguém, mas sou amigo e como amigo que sou gosto de ajudar os meus amigos e preocupo-me com eles, apesar de, às vezes, eles não pensarem o quão preocupados estamos.

 

Neste momento estou preocupado com uma amiga e não vou dormir até ela chegar a casa, porque, pura e simplesmente, não consigo.

 

Não sei que valor é que os meus amigos dão as minhas preocupações para com eles e, como diz o Marco, "estou-me pouco cagando". Nunca dei muita importância ao que os meus amigos acham ou deixam de achar sobre mim, porque afinal de contas, somos amigos. Amigos a sério. E por outro lado essa coisa dos outros não darem valor ao que eu faço já não é novidade.

 

Mas o que é certo é que eu me preocupo. Preocupo-me com o simples facto de, às vezes, eles não me dizerem nada, de não saber se eles estão bem ou mal.

 

Já é cedo, e o vento lá fora sopra como se não houvesse amanhã. E se continua a chover desta maneira, certamente não vai haver, pelo menos para mim, porque eu vou morrer afogado.

 

Deu-me para "reouvir" a música dos Entre-Aspas:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

verbalizado às 07:12




Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Janeiro 2017

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

Verbos recentes



Verbos mais conjugados




Mais sobre mim

foto do autor